Get Adobe Flash player

04/08 - Servidores do Ipen entram em greve

Indignados com a postura do governo federal, o movimento paredista cresce e os servidores reafirmam a rejeição ao índice de 21,3% parcelado em 4 anos. A categoria considera inaceitável a proposta, quer sequer repõe a inflação e ainda deixa os trabalhadores de mãos atadas neste período.

Greve dos servidores do MTE/SP ganha força

O primeiro dia de greve dos servidores administrativos do MTE ( Ministério do Trabalho e Emprego)  conseguiu parar o atendimento ao público na SRTE/SP (Superintendência Regional do Trabalho e Emprego).

Cresce a greve dos SPFs em São Paulo

Nesta quarta-feira, 29/07, os servidores administrativos do MTE (Ministério do Trabalho e Emprego) entram em greve por tempo indeterminado contra a proposta de 21,3% parcelado em 4 anos, de 2016 a 2019.

No mesmo dia, acontece uma paralisação de 24h dos funcionários do IPEN (Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares), que também já aprovaram indicativo de greve tempo indeterminado no dia 04 de agosto. 

Cartilha da greve dos servidores públicos

Diante da proposta de arrocho salarial apresentada pelo governo (índice de 21,3%, em quatro anos), muitas carreiras do funcionalismo público federal iniciaram o movimento grevista. A greve dos técnico-administrativos das instituições federais de ensino superior, por exemplo, já completou 2 meses. A tendência é que as mobilizações sejam intensificadas. Nesse momento, é importante que todos fiquem por dentro do direito à greve, a legalidade, as regras e formalidades, o pagamento ou não dos dias parados etc..

<Acesse aqui a Cartilha da greve>


Solidariedade