Get Adobe Flash player
Início

Servidores do Ipen decidiram paralisar neste 07/06 - Dia Nacional de Luta

Em assembleia, realizada na manhã gelada dessa terça-feira (05/06), servidores do Ipen aprovaram, por ampla maioria, paralisar as atividades no Instituto nesta quinta-feira, 07/06 - Dia Nacional de Luta.

A data é parte do calendário de mobilizações construído pelo Fonasefe (Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais) e pelo Fonacate (Fórum Nacional Permanente de Carreiras Típicas de Estado).

No Ipen, antes da proposta de paralisação ser colocada em votação dirigentes do Sindsef-SP, e da Assipen, deram informes sobre a situação do Plano Médico da Cnen e demais demandas qe afetam o funcionamento do Instituto.

Após amplo debate, e diante da falta de resposta, por parte dos gestores do Ipen/Cnen, para a maioria dos anseios da categoria, os servidores concluíram que o único caminho possível para enfrentar e derrotar este governo é construir uma greve geral.

A mobilização do funcionalismo ocorre em um momento onde diversos setores estão realizando fortes greves e conquistando significativas vitórias, como a dos caminhoneiros, petroleiros e professores municipais de São Paulo.

Em São Paulo, os servidores do Incra também aprovaram paralisação contra o corte no orçamento e pela reestruturação do órgão.

Já, no Ministério do Trabalho, o Sindsef-SP realizará uma assembeia para os servidores da capital, com o objetivo de fortalecer o Dia de Luta e debater as reivindicaçoes especificas do setor.  

O que será o 7 de junho?
Para este Dia Nacional de Luta, o Fonasefe e o Fonacate estão indicando a realização de atos, assembleias e paralisações nos estados e no DF em defesa dos serviços públicos (com foco na revogação da EC 95/2016) e pelo atendimento da pauta da Campanha Salarial 2018 dos Servidores Públicos Federais (SPF).
As entidades nacionais também orientam pela incorporação das seguintes reivindicações:
- Redução e congelamento dos preços dos combustíveis e do gás de cozinha;
- Defesa da Petrobras 100% estatal e com controle dos trabalhadores;
- Contra a privatização da Eletrobras e a entrega da Embraer.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Solidariedade