Get Adobe Flash player
Início

10/08 | Todos em defesa do Ministério do Trabalho!

Nesta sexta-feira, 10 de agosto, está previsto ocorrer, pelos quatro cantos do país, um dia de fortes protestos. A mobilização está sendo convocada pelas centrais sindicais (CSP-Conlutas / CSB / CTB/ CGTB / CUT / Força Sindical / Intersindical / Nova Central / UGT), que se unificaram em defesa do emprego, da aposentadoria e dos direitos trabalhistas.

O Sindsef-SP, que é filiado à CSP-Conlutas (Central Sindical e Popular-Conlutas), realizou na última sexta-feira, 03 de agosto, assembleia com os servidores administrativos do Ministério do Trabalho, para debater a participação do setor nesse dia de lutas.<--break- />

Após apontarem os sérios problemas enfrentados no órgão, como o aprofundamento do sucateamento e os constantes cortes orçamentários, os presentes definiram por realizar um protesto em frente ao prédio da Superintendência do Trabalho, situado à Rua Martins Fontes, nº 109, para denunciar a política de desmonte e a intenção de extinção do Ministério.

Outra situação que deve ser denunciada é o loteamento político do órgão, que volta e meia coloca o Ministério do Trabalho nas manchetes policiais.

No entanto, é importante frisar, que estes escândalos estão ligados aos indicados políticos e nada tem a ver com os servidores, que estão sempre desempenhando suas funções e tocando o ministério, independente das maracutaias daqueles que são colocados à frente do órgão.

Diariamente os servidores ocupam seus postos de trabalho e buscam atender os trabalhadores mesmo com todas as dificuldades enfrentadas, como falta de equipamentos básicos, internet lenta (quando tem), cadeiras quebradas, falta de segurança, dentre outros.

Porém, as péssimas condições de trabalho influenciam diretamente no serviço prestado aos usuários. Estes problemas estão sendo denunciados há anos e a situação piorou muito desde a aprovação da Emenda Constitucional 95, que congela os gastos públicos por 20 anos.

Com a EC95, o orçamento destinado a pasta foi reduzido a números pífios. A consequência foi o fechamento de várias unidades do interior e o enfraquecimento da pasta. Não há previsão para a realização de concursos públicos, tão necessário para recompor o quadro de servidores, que há muito está defasado.

É verdade que estes problemas são enfrentados em todo o serviço público. Mas é preciso observar que a ameaça de extinção do Ministério do Trabalho, usada inclusive como plataforma de campanha de presidenciáveis, expõe uma política de acabar de vez com o órgão que atua em defesa do trabalhador.

Lutar contra a extinção do Ministério do Trabalho é tarefa de todo o povo trabalhador! Por isso, neste dia 10 de agosto, venha fazer parte desta luta! Venha dizer basta!

 - Basta de desemprego! Basta de tarifas exorbitantes! Basta do sucateamento dos Serviços Públicos!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Solidariedade