Get Adobe Flash player
Início

#14M | Dia Nacional contra a criminalização dos movimentos e lutadores sociais

 

Dia Marielle Franco contra o genocídio da mulher negra!

Ato em São Paulo 
Data: 14/03

 Horário: 17 horas

Concentração na Praça Osvaldo Cruz, na Avenida Paulista (próximo ao Metrô Paraíso)

No dia 14 de Março completa-se um ano da brutal execução de Marielle e Anderson. Após a prisão daqueles que estiveram a frente do ato criminoso, fica a pergunta: Qual a motivação? Quem foi o mandante? 

As investigações sobre o crime precisam avançar! Por isso, não podemos deixar de registrar as recentes denúncias, veiculadas nos meios de comunicação, de que uma milícia envolvida com a execução de Marielle e Anderson tem ligações com Flávio Bolsonaro.

 

É preciso investigar o caso e punir os responsáveis, tanto os executores como os mandantes que, como disse na época o então ministro da Segurança Pública, Raul Jugman, tem o envolvimento de “políticos poderosos”. 

 

A placa de Marielle Franco, partida e exposta ao público como um troféu nas mãos do deputado estadual eleito pelo Rio de Janeiro, Rodrigo Amorim, foi uma afronta aos direitos humanos e à vida das mulheres negras.

 

Os assassinatos de mulheres, negras, LGBT’s e faveladas, como Marielle, não vão parar se não nos rebelarmos contra aqueles que são os verdadeiros responsáveis por mais esta morte.