Get Adobe Flash player

Bem-vindos, Servidores da Emgepron!

Na última terça-feira, 28/06, durante a Assembleia Geral dos trabalhadores da EMGEPRON da cidade de São Paulo, o SINDSEF-SP foi aprovado por unanimidade, como o representante sindical legítimo e legal destes trabalhadores. Nesta assembleia compareceram em torno de 200 trabalhadores da EMGEPRON de São Paulo (176 assinaram a lista de presença da assembleia).

Só nesse dia foram entregues ao sindicato mais de 100 fichas de filiação. E a expectativa é atinjir um índice superior a 70% de filiados nos próximos dias.

INCRA: Servidores ocupam o gabinete da Superintendência Regional

 

Servidores do Incra em São Paulo ocuparam hoje pela manhã o Gabinete da Superintendência Regional para pressionar o governo a tomar providências urgentes contra o atual descalabro administrativo do órgão. Durante a ocupação, a categoria entrou em contato com o presidente da autarquia, Celso Lacerda, reivindicando sua presença em São Paulo. Lacerda alegou problemas de agenda, mas se comprometeu a conversar com os servidores por meio de uma videoconferência na próxima segunda-feira pela manhã.

5 de Julho: Dia Nacional de luta!

No dia 5 de julho as diversas categorias do Serviço Público realizarão atividades nos estados, a fim de dar visibilidade à campanha salarial dos SPFs. Caso não haja avanço nas negociações, prevista para o mesmo dia, com o Ministério do Planejamento a categoria poderá decidir por uma greve por tempo indeterminado.

O SINDSEF-SP marcou presença na 3ª Marcha Nacional dos Servidores Públicos Federais com uma caravana composta de 50 servidores. A coluna do SINDSEF-SP abriu o ato com os bonecos da Dil-má e companhia, faixas e bandeiras. Durante a manifestação, as entidades representativas dos SPFsse reuniram com o secretário de Recursos Humanos do MPOG, Duvanier Paiva. Na ocasião foi entregue um manifesto requerendo o pronto andamento das negociações com os servidores da administração pública.

Superintendente do INCRA pede exoneração

FONTE: OESP e ASSINCRA

O superintendente do Incra em São Paulo, Raimundo Pires da Silva, pediu exoneração do cargo na noite do dia 20 de junho. O pedido veio quatro dias depois de Pires ter sido detido pela Polícia Federal na chamada Operação Desfalque, que apura desvios de verbas destinadas à reforma agrária no Estado de São Paulo. De acordo com o jornal O Estado de S. Paulo, o cargo será ocupado interinamente pelo servidor Guilherme de Carvalho.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Solidariedade