Brasileiros não aprovam política econômica do governo

COMPARTILHE

Compartilhe emfacebook
Compartilhe emtwitter
Compartilhe emwhatsapp
Compartilhe emtelegram

A última pesquisa CNI/Ibope que foi realizada com 2.002 eleitores, de 142 municípios, de 16 a 19 de março foi divulgada na última quinta-feira (05). Os jornais e sites deram destaque somente à popularidade da presidente Dilma. Ignoraram, porém, um fato muito relevante: a maioria dos brasileiros desaprova muitos aspectos da política econômica do governo.

Com relação às altas taxas de juros mantidas pelo Planalto, por exemplo, 63% dos entrevistados não concordam com o governo (percentual que desconsidera as pessoas que não souberam responder às questões). A mesma rejeição se repete quanto o assunto é o combate à inflação (54%) e impostos (70%).

Outros assuntos desaprovados pela população foram saúde (65%) e segurança pública (64%).

Os 77% de aprovação divulgados amplamente pela grande imprensa são referentes à aprovação pessoal da presidente Dilma, o que é uma contradição em relação à rejeição a tantas políticas do governo sob o seu comando.

“Estes dados mostram que a população não aprova a atual política econômica, que tributa pesadamente os mais pobres e corta gastos de áreas como a saúde e educação, para pagar as altíssimas taxas de juros da dívida pública”, analisa a organização Auditoria Cidadã da Dívida, em seu relatório semanal.

Fonte: SindmetalSJC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Notícias

Cartão do Dia dos Aposentados

Feliz Dia dos Aposentados

O Sindsef-SP parabeniza os aposentados e as aposentadas pelo seu dia e reafirma seu compromisso na luta por paridade entre ativos, aposentados e pensionistas, pelo cumprimento do Estatuto do Idoso, contra os ataques à previdência e pela recomposição salarial.

Crítica: filme Noites de Paris

Nesta crítica, saiba sobre o filme Noites de Paris, que se passa em 1981. No ano de eleições, comemorações se espalham pelas ruas e há um ar de esperança e mudança.