DIVERSAS – As mulheres na música brasileira, programa da Rádio USP

COMPARTILHE

Compartilhe emfacebook
Compartilhe emtwitter
Compartilhe emwhatsapp
Compartilhe emtelegram

A Rádio USP estreou, em março, o programa Diversas – As mulheres na música brasileira. Vai ao ar sempre às quintas às 11h e aos sábados às 16h. Mas todas as edições podem ser acompanhadas – a qualquer hora e de qualquer local – pela internet:

jornal.usp.br/editorias/radio-usp/programas/diversas/

O programa é produzido e apresentado pela jornalista Fabiana Ferraz, que divulga o movimento feminino da cena musical brasileira e problematiza temas como racismo, transfobia e machismo. Além de apresentar o trabalho e entrevistar artistas de todos os cantos do país, o programa põe o dedo em feridas nacionais. Lembra, por exemplo, que o Brasil ocupa o primeiro lugar entre as nações em que ocorrem mais assassinatos de pessoas transexuais. Ao mesmo tempo, o país está também no topo do consumo de pornografia trans. Por quê?

Diversas toca canções que não têm espaço nas rádios comercias. Diversas toca, também, em temas tão importantes quanto ausentes da mídia empresarial. É um daqueles programas que só existem nas rádios públicas, o que atesta a importância destas. Vale a pena conferir o programa Diversas.

Contribuição do Coletivo de Comunicação do Sindsef-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Notícias

Věra Chytilová e a Nouvelle Vague Tcheca – Parte 2

Os grandes acontecimentos políticos reverberam nas artes, influenciam e são influenciados pelos artistas. A Nouvelle Vague Tcheca é um exemplo. Foi um movimento de cinema diferente, radical e inseparável da Primavera de Praga, aquele “segundo soberbo”, na definição do escritor Milan Kundera.

Crítica: HOLY SPIDER (Aranha Sagrada)

Pré-selecionado ao Oscar, filme aborda caso real de serial killer que foi celebrado por matar mulheres no Irã. Conhecido como Spider Killer, o assassino acredita estar numa missão espiritual de limpar as ruas do pecado.