Centro de Memória do Circo conta com exposição sobre a trajetória circense brasileira

COMPARTILHE

Compartilhe emfacebook
Compartilhe emtwitter
Compartilhe emwhatsapp
Compartilhe emtelegram

O Centro de Memória do Circo conta com uma exposição interessante sobre a história do circo e dos palhaços no Brasil.

Este é o primeiro centro de memória no país consagrado exclusivamente ao circo e suas artes.
Localizado no Centro Cultural Olido, o acervo expõe recordações dos circos Nerino e Garcia, precursores da arte no Brasil.

No local, há centenas de objetos e arquivos audiovisuais que relembram toda a trajetória circense brasileira. Fotos, roupas, sapatos gigantes e cartazes compõem o acervo.

O circo Nerino, comandado pelo famoso palhaço picolino no ano de 1913, percorreu todo o território nacional por cerca de 50 anos.

O circo Garcia chegou a fazer apresentações por toda a América Latina, e encerrou os trabalhos em 2002.

O espaço também realiza palestras, exposições periódicas, oficinas e cursos e realiza pesquisas periódicas sobre a história de diversos circos extintos do país.

Trata-se de uma parte da nossa cultura que agora tem um espaço apropriado para sua proteção e valorização.
Vale a pena conferir!

End.: Av. São João, 473 – Centro Histórico de São Paulo, São Paulo – SP, 01035-000
Tel.: (11) 3397-0177

Acesse: https://linktr.ee/memoriadocirco

Foto: Dentro do Mochilão - Extraída do site https://raizesdomundo.com/sao-paulo-centro-de-memoria-do-circo/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Notícias

Věra Chytilová e a Nouvelle Vague Tcheca – Parte 2

Os grandes acontecimentos políticos reverberam nas artes, influenciam e são influenciados pelos artistas. A Nouvelle Vague Tcheca é um exemplo. Foi um movimento de cinema diferente, radical e inseparável da Primavera de Praga, aquele “segundo soberbo”, na definição do escritor Milan Kundera.

Crítica: HOLY SPIDER (Aranha Sagrada)

Pré-selecionado ao Oscar, filme aborda caso real de serial killer que foi celebrado por matar mulheres no Irã. Conhecido como Spider Killer, o assassino acredita estar numa missão espiritual de limpar as ruas do pecado.