Sindsef-SP repudia recentes declarações de Carlos Lupi

COMPARTILHE

Compartilhe emfacebook
Compartilhe emtwitter
Compartilhe emwhatsapp
Compartilhe emtelegram

 

O Sindsef-SP vem a público repudiar as declarações do Minstro do Trabalho, Carlos Lupi, que se encontra sob suspeita de envolvimento em corrupção. A fim de defender seus assessores, que também estão sendo investigados, o ministro afirmou não poder “impedir que alguém do vigésimo escalão, na ponta, tenha feito alguma coisa errada”.

Mais uma vez, os servidores públicos federais são alvo de acusações irresponsáveis e injustas. Vale salientar, que entre os acusados, não há nenhum servidor de carreira do MTE. Todos os envolvidos nas denuncias são de cargos de confiança, nomeados pelo próprio ministro.
Se forem comprovadas as denúncias, os corruptos devem responder pelos atos e devolver aos cofres públicos os recursos desviados.
Insinuar ligações dos servidores do ministério do trabalho aos escândalos é desviar  o foco da questão e fugir da responsabilidade.

A postura do Ministro é no minimo lamentável. As denúncias de corrupção divulgadas pela imprensa, tem causado constrangimento e muita indignação aos servidores. Na revista “Isto é”, desta semana, tem um trecho que diz: “Tudo no MTE é movido a dinheiro”. Tal afirmação soa como se todo servidor do MTE fizesse parte desse mar de lama.O Sindsef-SP  defende a saída imediata de Lupi.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Notícias

Cartão do Dia dos Aposentados

Feliz Dia dos Aposentados

O Sindsef-SP parabeniza os aposentados e as aposentadas pelo seu dia e reafirma seu compromisso na luta por paridade entre ativos, aposentados e pensionistas, pelo cumprimento do Estatuto do Idoso, contra os ataques à previdência e pela recomposição salarial.

Crítica: filme Noites de Paris

Nesta crítica, saiba sobre o filme Noites de Paris, que se passa em 1981. No ano de eleições, comemorações se espalham pelas ruas e há um ar de esperança e mudança.