02/07: Assembleia Estadual do Sindsef-SP

COMPARTILHE

Compartilhe emfacebook
Compartilhe emtwitter
Compartilhe emwhatsapp
Compartilhe emtelegram

Vai acontecer na segunda-feira, 02/07, a Assembleia Estadual do Sindsef-SP, que contará com a presença de servidores de diversos órgãos da capital e do interior paulista.

A atividade começa a partir das 18h na sede do sindicato, com a seguinte pauta:

1. Campanha salarial e informes sobre as reuniões com o Governo Federal;

2. Discutir e deliberar sobre a deflagração da Greve dos Servidores Públicos Federais na base do Sindsef/SP, acompanhando o movimento nacional iniciado no dia 18 de junho de 2012;

3. Eleição de Comissão de Mobilização/Negociação

3. Propostas/Encaminhamentos.

Será um importante momento para fortalecer a mobilização nacional em torno da campanha salarial da categoria.

O movimento grevista dos servidores públicos federais do executivo iniciou no último dia 18/06 e vem crescendo a cada dia. Os docentes de 50 universidades estão em greve há mais de um mês.

Pelo país afora 10 estados estão parados e muitos outros com paralisações de 24h em dias variados, como é o caso de São Paulo.

No dia 26/06 haverá paralisação no MTE/SRTE e na SPU. Enquanto isso, os servidores do IBAMA e INCRA vão discutir a greve em assembleia. No dia 27 ‘e a vez do pessoal da FUNDACENTRO se reunir.

Os trabalhadores do IPEN deliberaram parar nos dias 27 e 28/06 e realizar nova assembleia no dia seguinte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Notícias

Věra Chytilová e a Nouvelle Vague Tcheca – Parte 2

Os grandes acontecimentos políticos reverberam nas artes, influenciam e são influenciados pelos artistas. A Nouvelle Vague Tcheca é um exemplo. Foi um movimento de cinema diferente, radical e inseparável da Primavera de Praga, aquele “segundo soberbo”, na definição do escritor Milan Kundera.

Crítica: HOLY SPIDER (Aranha Sagrada)

Pré-selecionado ao Oscar, filme aborda caso real de serial killer que foi celebrado por matar mulheres no Irã. Conhecido como Spider Killer, o assassino acredita estar numa missão espiritual de limpar as ruas do pecado.