Agenda Cultural: Matilha Cultural promove 3ª edição do Setembro Verde

COMPARTILHE

Compartilhe emfacebook
Compartilhe emtwitter
Compartilhe emwhatsapp
Compartilhe emtelegram

 

 

O espaço Matilha Cultural promove até o dia 2 de outubro a 3ª edição do “Setembro Verde”. Voltado principalmente para questões sócio-ambientais, o evento oferece mostra de filmes, música, exposições, debates, eventos e ações com o tema. Toda a programação é gratuita.

Com intuito de usar a cultura para aproximar o público dos movimentos ecossociais que acontecem no país, temas como  o Código Florestal, a construção da usina de Belo Monte e a mobilidade em São Paulo ganham destaque.

O espaço traz um painel feito a partir do conteúdo fornecido por entidades como Repórter Brasil, Vitae Civilis, movimento Xingu Vivo para Sempre e Ecologia Urbana.

Além disso, fica em cartaz a exposição “Lixo Remix”, idealizada pelo coletivo Lixo Eletrônico. A exposição reine obras do pintor, escritor e pesquisador Hernani Dimantas e do artista Glauco Paiva, que mostra o lixo eletrônico num emaranhado de conexões e a liberdade proporcionada pela cultura digital.

Em parceria com o CineClube Socioambiental, o Instituto Goethe, a Matilha recebe ainda a quarta edição do “Entretodos – Festival de Curtas Metragens de Direitos Humanos”, de 20 a 24 de setembro.

3ª Edição Setembro Verde

QUANDO: de 02/09 a 02/10 (todos os dias) a partir das 9h horas
ONDE: MatilhaCultural – Rua Rêgo Freitas, 542 – São Paulo – SP

Confira a programação completa e horário dos eventos no site www.matilhacultural.com.br
ENTRADA FRANCA

Fonte: Catraca Livre

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Notícias

Věra Chytilová e a Nouvelle Vague Tcheca – Parte 2

Os grandes acontecimentos políticos reverberam nas artes, influenciam e são influenciados pelos artistas. A Nouvelle Vague Tcheca é um exemplo. Foi um movimento de cinema diferente, radical e inseparável da Primavera de Praga, aquele “segundo soberbo”, na definição do escritor Milan Kundera.

Crítica: HOLY SPIDER (Aranha Sagrada)

Pré-selecionado ao Oscar, filme aborda caso real de serial killer que foi celebrado por matar mulheres no Irã. Conhecido como Spider Killer, o assassino acredita estar numa missão espiritual de limpar as ruas do pecado.