Área Ambiental: Para dar visibilidade à luta, servidores se unem em doação de sangue

COMPARTILHE

Compartilhe emfacebook
Compartilhe emtwitter
Compartilhe emwhatsapp
Compartilhe emtelegram

Servidoras e servidores da Área Ambiental realizaram uma ação coletiva de doação de sangue, como parte da mobilização que visa chamar a atenção do governo para a necessidade de melhorias nas condições de trabalho e em defesa da reestruturação da Carreira de Especialista em Meio Ambiente.

Em São Paulo, a doação de sangue ocorreu no Hospital das Clínicas, próximo à Superintendência do Ibama. A iniciativa foi proposta pela Ascema Nacional e contou com forte adesão de servidores por todo o país.

Na capital paulista a atividade foi organizada pela Ascema SP/PR. O Sindsef-SP disponibilizou um café da manhã para os participantes da mobilização. 

A intensificação das mobilizações se deve à estagnação das negociações com o Ministério de Gestão e Inovação (MGI) na Mesa Temporária.

Seguindo o movimento nacional, os servidores de São Paulo aderiram à proposta de não executar atividades externas e de não tratar de novas licenças, autorizações e anuências para empreendimentos.

A suspensão das atividades de campo tem como objetivo enfatizar a necessidade de atenção às demandas dos servidores, cujo trabalho é fundamental para a preservação ambiental e conservação da biodiversidade no Brasil, contribuindo para que de fato sejamos protagonistas mundiais na conservação ambiental.

Há anos a carreira ambiental encontra-se defasada em relação a outras áreas, e mesmo assim os servidores atuam sempre comprometidos, enfrentando desafios como número insuficiente de recursos humanos e tendo à disposição uma estrutura muito aquém da adequada.

Apesar da suspensão das atividades de campo, os servidores continuam atuando ativamente nos processos internos, lidando com uma demanda substancial de instrução de processos e análises nos sistemas dos órgãos.

O Sindsef-SP apoia as servidoras e servidores da área ambiental e se coloca como um instrumento a serviço da luta pelo atendimento de suas demandas, que incluem equiparação salarial, redução da diferença salarial entre técnicos e analistas, valorização da carreira, gratificação por risco e concurso público urgente.

Confira o boletim especial <aqui>

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Notícias

PGFN: Política de Reajuste Zero do governo Lula desafia servidores

O Sindsef-SP realizou assembleia com os servidores administrativos da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN), no dia 21/02. Luís Genova, Secretário Geral da entidade, avaliou que na política econômica do governo Lula, o que se destaca é a amarga realidade de um reajuste zero para os servidores públicos.