Ato em apoio à Greve Geral dos trabalhadores europeus

COMPARTILHE

Compartilhe emfacebook
Compartilhe emtwitter
Compartilhe emwhatsapp
Compartilhe emtelegram

Nesta quarta-feira, 14/11, mesmo dia da greve geral na Europa, a CSP-Conlutas e demais centrais sindicais do Brasil realizarão um ato em frente ao Consulado Espanhol, Avenida Brasil, 948 – Jardim America, em São Paulo. Na ocasião será entregue uma carta em solidariedade à luta dos trabalhadores europeus. Além disso, o mesmo documento será enviado, via fax, para os consulados da Grécia e de Portugal.
Portugal, Espanha e Grécia e outros países europeus estão convocando uma Greve Geral contra as medidas impostas pelos respectivos governos que retiram direitos dos trabalhadores. Uma política traçada na tentativa de amenizar a crise, mas que transfere a alta conta para a classe trabalhadora e as populações mais necessitadas.
Essa será uma das principais mobilizações realizadas pelos trabalhadores europeus que tem ido às ruas lutar contra as medidas que atacam seus direitos desde 2008 quando estourou a crise.

Para o coordenador da CSP-Conlutas, Dirceu Travesso, esse fato é histórico. “Ter um dia de Greve Geral simultaneamente em três países e com mobilizações em vários outros, é quase inédito, é a unidade da classe contra os planos do imperialismo, e isso fortalece a luta de todos os trabalhadores”, ressalta.

Segundo Dirceu, essa mobilização merece todo apoio dos trabalhadores brasileiros, pois esses ataques também se refletem em políticas de arrocho no país. “Só a unidade de classe para construir a única saída que nos interessa para essa crise. Que os ricos, banqueiros e grandes empresários, paguem pela crise”, destaca Dirceu.

Abaixo as cartas que serão entregues:

Espanha

Grécia

Portugal

Fonte: CSP-Conlutas

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Notícias

Cartão do Dia dos Aposentados

Feliz Dia dos Aposentados

O Sindsef-SP parabeniza os aposentados e as aposentadas pelo seu dia e reafirma seu compromisso na luta por paridade entre ativos, aposentados e pensionistas, pelo cumprimento do Estatuto do Idoso, contra os ataques à previdência e pela recomposição salarial.

Crítica: filme Noites de Paris

Nesta crítica, saiba sobre o filme Noites de Paris, que se passa em 1981. No ano de eleições, comemorações se espalham pelas ruas e há um ar de esperança e mudança.