Comemorações do Dia da Consciência Negra

COMPARTILHE

Compartilhe emfacebook
Compartilhe emtwitter
Compartilhe emwhatsapp
Compartilhe emtelegram

No dia 22, às 9h, o Sindsef-SP e a Assincra (Associação dos Servidores do Incra) realizarão uma mesa redonda sobre as comunidades quilombolas no estado de São Paulo. O debate será no auditório do Incra/SP, que fica na Rua Dr. Brasílio Machado, 203, Santa Cecília.
O Dia da Consciência Negra, celebrado em 20 de novembro, teve diversos atos e manifestações pelo País.


A  CSP-Conlutas em conjunto com organizações do movimento social e sindical participou da 1° Marcha da Periferia em São Paulo, no domingo (20/11). A manifestação foi na Praça da Sé e contou diversas apresentações culturais e populares.  O Sindsef-SP marcou presença.

O que é a Marcha da Periferia

 A Marcha da Periferia é um grande ato durante a Semana da Consciência Negra, realizado há seis anos no Maranhão, tendo à frente o Movimento Hip Hop Organizado Quilombo Urbano. Neste ato  com o lema “Contra a Violência e a Criminalização da Pobreza” se juntam moradores da periferia, operários, estudantes, professores, movimentos negros e quilombolas, grupos de Hip Hop, sem tetos, sem terra, partidos de esquerda e todos aqueles que desejam construir um Brasil sem desigualdade social, sem violência, sem discriminação de qualquer espécie, em fim, sem capitalismo.

Em São José dos Campos (SP) os moradores da Ocupação do Pinheirinho realizaram, no dia 19, às 18h, o tradicional ato pelo Dia Nacional da Consciência Negra. A manifestação também foi um protesto contra a tentativa de desocupação dos moradores do local. Além disso, como parte do calendário para marcar essa data, o Sindicato dos Metalúrgicos sediou, nos dias 19 e 20 de novembro, o 1º Encontro da Região Sul e Sudeste do Quilombo Raça e Classe. O evento foi organizado pelo Setorial de Negros e Negras da CSP-Conlutas.

No Rio de Janeiro o Sindicato dos Comerciários da Baixada Fluminense,  filiado à CSP conlutas, tem realizado diversas atividades no Mês da Consciência Negra.  Toda a quinta-feira têm sido realizado debates sobre o tema. No dia 19 ocorreu um debate sobre o dia 20 com a participação das entidades negras e sindicais da região.

Operários da oposição ao sindicato de metalúrgicos e o oposição ao Sub-Regional SEPE de Volta Redonda realizaram, também no dia 19,  o “Samba do Buraco do Galo em Madureira”,  na associação dos Correios em Madureira, com debate  sobre o tema  e com uma urna do Plebiscito dos 10% do PIB para a Educação . No dia 22, haverá um ato na central do Brasil ao Busto do Zumbi com a presença de diversas entidades do movimento negro, popular e sindical. Também acontecerão atividades nos dias 23 e 24 no Sindicato dos Metroviários do Rio de Janeiro, com filmes e samba de roda.

Na Bahia no dia 28 haverá um Seminário sobre a questão racial na UFBA – Anel Bahia.

Homenagem a Zumbi dos Palmares

A Celebração do 20 de novembro surgiu na segunda metade dos anos 1970, no contexto das lutas dos movimentos negro e dos trabalhadores e dos movimentos populares contra o racismo. O dia homenageia Zumbi dos Palmares, símbolo da resistência negra no Brasil, morto em uma emboscada em 1695, após sucessivos ataques ao Quilombo de Palmares, em Alagoas. E desde 1997, Zumbi faz parte do Livro dos heróis brasileiros.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Notícias

Cartão do Dia dos Aposentados

Feliz Dia dos Aposentados

O Sindsef-SP parabeniza os aposentados e as aposentadas pelo seu dia e reafirma seu compromisso na luta por paridade entre ativos, aposentados e pensionistas, pelo cumprimento do Estatuto do Idoso, contra os ataques à previdência e pela recomposição salarial.

Crítica: filme Noites de Paris

Nesta crítica, saiba sobre o filme Noites de Paris, que se passa em 1981. No ano de eleições, comemorações se espalham pelas ruas e há um ar de esperança e mudança.