Contra a Reforma da Previdência | 06/08, às 17h, Ato em São Paulo; “A luta não terminou”!

COMPARTILHE

Compartilhe emfacebook
Compartilhe emtwitter
Compartilhe emwhatsapp
Compartilhe emtelegram

Visando cumprir a resolução da CSP-Conlutas, o Sindsef-SP convoca os servidores públicos a fortalecerem o Ato Contra a Reforma da Previdência, no próximo dia 06 de agosto, a partir das 17h, no vão livre do Masp.

Os SPF`s estão sofrendo ataques de todos os lados. Além das mudanças previstas no texto da PEC06/19, que trata da Reforma da Previdência, tramita no Senado, o Projeto de Lei complementar que na prática acaba com a estabilidade do servidor público.

Não bastasse as dificuldades colocadas para o trabalhador conseguir sua aposentadoria, em uma manobra ardilosa, deputados comparam os salários dos servidores públicos aos privilégios dos políticos. O objetivo é passar a mensagem, enganosa – é preciso ressaltar, que estão sendo cortados os privilégios e que todos precisam dar sua contribição para salvar o país.

Mas os verdadeiros privilegiados continuam com suas regalias garantidas. A cúpula dos militares serão contemplados com uma “reestruturação de carreiras”; os ruralistas, estão contemplados com isenções na contribuição previdências das expeortações do agronegócio. 

Enquanto isso os SPF`s, que já amargam a falta de reajuste salarial, terão no hollerite o peso do aumento da contribuição previdênciária.

Não vamos assistir a tudo isso de braços cruzados! Venha fazer parte do Dia Nacional de Luta, participando do Ato Público dia 06 de agosto, a partir das 17h, no vão livre do Masp.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Notícias

Věra Chytilová e a Nouvelle Vague Tcheca – Parte 2

Os grandes acontecimentos políticos reverberam nas artes, influenciam e são influenciados pelos artistas. A Nouvelle Vague Tcheca é um exemplo. Foi um movimento de cinema diferente, radical e inseparável da Primavera de Praga, aquele “segundo soberbo”, na definição do escritor Milan Kundera.

Crítica: HOLY SPIDER (Aranha Sagrada)

Pré-selecionado ao Oscar, filme aborda caso real de serial killer que foi celebrado por matar mulheres no Irã. Conhecido como Spider Killer, o assassino acredita estar numa missão espiritual de limpar as ruas do pecado.