Desabrigados do Pinheirinho são transferidos de abrigo

COMPARTILHE

Compartilhe emfacebook
Compartilhe emtwitter
Compartilhe emwhatsapp
Compartilhe emtelegram

Continua o drama das famílias expulsas violentamente do Pinheirinho, em São José dos Campos, São Paulo. Alguns destes desabrigados foram alojados em uma escola transformada em abrigo pela Prefeitura, mas, com a desculpa da volta às aulas, cerca de 150 famílias sofreram mais um ato de violência.

 

 

 

 


A prefeitura de São José, mais uma vez, mostrou como trata as questões sociais. Na noite de 9 de fevereiro, um grupo de assistentes sociais estiveram no Caic Dom Pedro e forçaram a desocupação do local. De forma arbitrária e com requinte de tortura psicológica, os desabrigados foram levados para o Centro Poliesportivo do Vale do Sol, abrigo que já está superlotado e que não oferece as mínimas condições de infra-estrutura às famílias.

Primeiro, foram espalhados cartazes informando que às famílias deveriam deixar o local até o dia 10 de fevereiro. Depois, chegou a informação sobre uma liminar e que a polícia seria acionada para garantir a desocupação da escola.

A vereadora Amélia Naomi, PT/SJC, falou em entrevista a rádio Rede Brasil Atual. Segundo ela, esta ação foi mais uma forma de violência aos desabrigados do Pinheirinho. “A prefeitura em vez de pensar políticas sociais que para amenizar a vida destes moradores, continua usando o método da violência: ou com bombas ou com tortura psicológica”, disse Naomi.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Notícias

Cartão do Dia dos Aposentados

Feliz Dia dos Aposentados

O Sindsef-SP parabeniza os aposentados e as aposentadas pelo seu dia e reafirma seu compromisso na luta por paridade entre ativos, aposentados e pensionistas, pelo cumprimento do Estatuto do Idoso, contra os ataques à previdência e pela recomposição salarial.

Crítica: filme Noites de Paris

Nesta crítica, saiba sobre o filme Noites de Paris, que se passa em 1981. No ano de eleições, comemorações se espalham pelas ruas e há um ar de esperança e mudança.