Dia Nacional de Lutas AGORA é 17 de maio

COMPARTILHE

Compartilhe emfacebook
Compartilhe emtwitter
Compartilhe emwhatsapp
Compartilhe emtelegram

SERVIDOR PÚBLICO FEDERAL
REFORCE A LUTA POR MELHORES CONDIÇÕES DE TRABALHO
DIA NACIONAL DE LUTAS COM PARALISAÇÃO DE ATIVIDADES
AGORA É 17 DE MAIO

No último dia 25 de abril, em todo o Brasil, servidores públicos federais de diversos setores responderam ao chamado de luta e paralisaram atividades se mobilizando por melhores condições de trabalho. Em 21 estados e no Distrito Federal a categoria se uniu em torno da pauta de reivindicações da Campanha Salarial 2012 que reúne 31 entidades nacionais.

Apesar das constantes tentativas de buscar avanço nas negociações em curso no Ministério do Planejamento o discurso que predomina no governo é o da austeridade. Até o momento o governo tem dito NÃO a todas as justas demandas apresentadas pelos servidores para garantir condições de trabalho, remuneração e consequentemente qualidade no atendimento público.

Para reverter esse quadro, é fundamental que a categoria amplie e reforce a luta por melhores condições de trabalho. Por isso, um novo dia nacional de lutas com paralisação de atividades foi aprovado e as entidades convocam todos novamente a se mobilizar, AGORA NO DIA 17 DE MAIO, quinta-feira.

Tratados até agora com descaso no processo de negociações, os servidores públicos precisam reagir e lutar. A categoria conta com o APOIO DA POPULAÇÃO nesse momento, pois essa é uma luta necessária para que o governo respeite não só os trabalhadores do setor como toda a sociedade. Se há uma crise que preocupa e atinge gravemente a população brasileira esta não é a crise do capital financeiro, mas sim a do serviço público.

Mesmo obtendo recordes de arrecadação a cada mês, o governo continua não priorizando investimentos em melhorias urgentes nos serviços prestados à sociedade e muito menos na valorização dos servidores públicos. Entre 2011 e 2012 o mesmo governo que decretou ZERO de reposição às perdas inflacionárias no salário dos servidores, já concedeu ao empresariado aproximadamente R$ 155 bilhões em isenção fiscal. Enquanto isso, no mesmo período, retirou das áreas sociais mais de R$ 105 bi.

Basta de descaso. É hora de ampliar a unidade entre os setores de todas as esferas. Servidor (a), no dia 17 de maio faça sua parte. Mobilize-se em seu local de trabalho. Reforce essa luta. Você que paga impostos, apoie essa causa, ela também é sua!

UNIDADE POR UM SERVIÇO PÚBLICO DE QUALIDADE

 

Em breve, confira aqui os locais das atividades de mobilização em São Paulo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Notícias

Věra Chytilová e a Nouvelle Vague Tcheca – Parte 2

Os grandes acontecimentos políticos reverberam nas artes, influenciam e são influenciados pelos artistas. A Nouvelle Vague Tcheca é um exemplo. Foi um movimento de cinema diferente, radical e inseparável da Primavera de Praga, aquele “segundo soberbo”, na definição do escritor Milan Kundera.

Crítica: HOLY SPIDER (Aranha Sagrada)

Pré-selecionado ao Oscar, filme aborda caso real de serial killer que foi celebrado por matar mulheres no Irã. Conhecido como Spider Killer, o assassino acredita estar numa missão espiritual de limpar as ruas do pecado.