Docentes realizam aula pública nesta quinta-feira (30) em frente ao MEC

COMPARTILHE

Compartilhe emfacebook
Compartilhe emtwitter
Compartilhe emwhatsapp
Compartilhe emtelegram

Como forma de pressionar o governo a reabrir as negociações com os docentes das Instituições Federais de Ensino (IFE), professores de todo o país realizarão nesta quinta-feira (30), a partir das 10h, na entrada principal do Ministério da Educação (MEC), uma aula pública. A manifestação, organizada pelo Comando Nacional de Greve (CNG) do ANDES-SN, será mais uma forma usada pela categoria para solicitar a reabertura das negociações com o governo.

Na última quinta-feira (23), o CNG/ANDES-SN protocolou no MEC e no Ministério do Planejamento a contraproposta elaborada pelos docentes e aprovada em suas assembleias. Na ocasião, foi solicitado audiências com os ministros da Educação e do Planejamento, mas até agora não houve resposta. 

Para a presidente do ANDES-SN, Marinalva Oliveira, a apresentação de uma contraproposta foi uma demonstração de que a categoria segue disposta a negociar “inclusive abrindo mão de reajustes salariais em nome da reestruturação da nossa carreira com base em conceitos definidos”.

A modificação preserva a natureza do trabalho acadêmico conforme a proposta de carreira docente do ANDES-SN, mas reduz os valores da malha salarial, aceitando o piso e teto propostos pelo governo, e também reduz os degraus entre níveis remuneratórios de 5% para 4%.

 

Fonte: Andes-SN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Notícias

TRF1 assegura direito de servidora permanecer no órgão para o qual foi removida por permuta

A 1ª Turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) confirmou a sentença que julgou procedente o pedido para anular ato do Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região (TRT3) que determinou o retorno de uma servidora ao órgão de origem, reconhecendo o direito de ela permanecer no TRT da 22ª Região (TRT22), com lotação em Teresina/PI, para o qual foi removida, em reciprocidade, mesmo após o retorno à origem da servidora com quem permutou.