E agora, Dilma?

COMPARTILHE

Compartilhe emfacebook
Compartilhe emtwitter
Compartilhe emwhatsapp
Compartilhe emtelegram

Por esta o governo não esperava. O funcionalismo federal da uma demonstração de garra mantendo a greve nacional, e vai além, ao invés de recuar mais setores se incorporaram ao movimento nos últimos dias.

A paralisação conta com o reforço dos servidores da Fiocruz, dos policiais federais e do Judiciário, ambos por tempo indeterminado. Já os servidores do Tesouro Nacional e da Controladoria Geral da União, cruzam os braços por 48 horas. Nesta quarta-feira (08/08), também, acontece mobilização de 24 horas no Banco Central, na Receita Federal e na Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

 

MTE

Como vem ocorrendo desde o inicio de julho uma ou duas vezes por semana, não houve expediente na SRTE/MTE-SP nesta quarta-feira (08). Os servidores administrativos do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) enfrentaram o ar gelado da manhã paulista para protestar por melhores condições de trabalho e fortalecer a campanha salarial unificada dos SPFs. Na próxima semana a paralisação será nos dias 14 e 15, terça e quarta-feira respectivamente.

 

DNPM, agentes reguladores e policias federais

Servidores do DNPM (Departamento Nacional de Produção Mineral) e das Agências Reguladoras, em greve há mais de 20 dias, reuniram-se em frente à superintendência regional do DNPM nesta quarta-feira. Logo em seguida, os grevistas seguiram para o porto de Santos, litoral sul do Estado, onde será realizado um ato publico para dar visibilidade ao movimento.

A Polícia Federal também aderiu à greve do funcionalismo público. Na tarde de ontem (07), primeiro dia de greve no setor, foi realizado um ato no saguão do aeroporto de Cumbica. Com palavras de ordem, faixas e coletes, os policiais federais, juntamente com os agentes reguladores, chamaram a atenção de usuários e demais funcionários do aeroporto.

 Os manifestantes reivindicam a reestruturação das carreiras, estabelecimento das atribuições de cada cargo e atualização da tabela de salários da categoria.

 

Semana de greve no IPEN

Em assembleia realizada na manhã de hoje (08), aproximadamente 150 trabalhadores do IPEN (Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares) aprovaram paralisação entre os dias 13 e 17 de agosto, com avaliação diária do movimento. Uma assembleia está marcada para o segundo dia da greve, na terça-feira (14), a partir das 09h, em frente à portaria sul do órgão, próxima ao bloco de odontologia da USP.

O Fórum de ciência e tecnologia (C&T) – que reúne diversas associações e sindicatos da área, dentre elas a ASSIPEN – teve sua última reunião com os interlocutores de Dilma Rousseft no dia 30 de julho, quando o governo cancelou todas as reuniões com os representantes dos servidores públicos federais, passando por cima do prazo estipulado por ele mesmo para apresentação de uma resposta às reivindicações contidas na pauta da campanha salarial unificada, o dia 31 de julho.

Na reunião entre o Fórum e o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), apenas a Gratificação de Qualificação (GQ) para o nível intermediário foi discutida. Já o debate acerca da nova tabela salarial da carreira ficou para a 2ª quinzena de agosto. É neste contexto que atividades de mobilização em nível nacional, como a greve de uma semana no IPEN, serão realizadas para pressionar o governo a avançar nas negociações.

 

Disposição

Mesmo com as ameaças de corte de ponto a greve continua crescendo e os trabalhadores estão dispostos a manter o movimento até que suas reivindicações sejam atendidas.

Amanhã (09) ocorre mais um Dia Nacional de Luta, com atos previstos nos quatro cantos do país. Em São Paulo, será realizado um ato público, a partir das 13h, em frente ao Tribunal Regional Federal (TRF) 3ª Região.

Na próxima semana, os SPFs voltam a Brasília. Haverá novo acampamento de 13 a 17 de agosto na Esplanada dos Ministérios e novas manifestações vão acontecer na capital federal neste período, que coincide com a data apontada pelo governo de Dilma Rousseff para retomar as negociações.

 

[cincopa AsCA-9q0pQvk]

 

Fotos: SRTE-SP – Fábia Corrêa / DNPM – Felipe Nascimento / Areporto de Cumbica – Adriano Lima (Terra)

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Notícias

Cartão do Dia dos Aposentados

Feliz Dia dos Aposentados

O Sindsef-SP parabeniza os aposentados e as aposentadas pelo seu dia e reafirma seu compromisso na luta por paridade entre ativos, aposentados e pensionistas, pelo cumprimento do Estatuto do Idoso, contra os ataques à previdência e pela recomposição salarial.

Crítica: filme Noites de Paris

Nesta crítica, saiba sobre o filme Noites de Paris, que se passa em 1981. No ano de eleições, comemorações se espalham pelas ruas e há um ar de esperança e mudança.