Está chegando a marcha dos SPFs em Brasília!

COMPARTILHE

Compartilhe emfacebook
Compartilhe emtwitter
Compartilhe emwhatsapp
Compartilhe emtelegram


Como parte da Campanha Salarial Unificada 2014, vai acontecer no dia 7 de maio, a marcha dos servidores públicos federais (SPFs), com concentração às 9h em frente à catedral. O Sindsef-SP vai enviar uma delegação para a atividade.

A caravana do sindicato conta com a presença de servidores ativos e aposentados de diversos órgãos, entre eles, o Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (Ipen), o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), a Fundação Nacional do Índio (Funai), a Fundação Nacional de Saúde (Funasa), o Ministério da Saúde, do Ministério da Defesa, a ex-Legião Brasileira de Assistência (LBA).

A manifestação vai se fortalecer com a participação dos setores em greve, que até o momento se restringem aos técnico-administrativos das universidades federais e servidores dos institutos federais de ensino. Um dia antes, a Fasubra (Federação de Sindicatos de Trabalhadores Técnico-Administrativos em Instituições de Ensino Superior Públicas do Brasil) e o Sinasefe (Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica) vão realizar a caravana da educação, que também vai contar com a participação do Andes-SN (Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior).

Paralelamente, os servidores dos órgãos federais do Executivo também se mobilizam. No dia 6, vai acontecer o Conselho Deliberativo de Entidades (CDE) da Condsef (Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Federal).

E as greves tendem a crescer! A previsão é que partir do dia 12 de maio, os servidores do Ministério da Cultura e órgãos vinculados entrem em cena.

Greve na Cultura – A categoria vai discutir a deflagração do movimento paredista na plenária nacional marcada para o dia 08 de maio, das 14 às 18h, em Brasília.

Em São Paulo, o Sindsef-SP realizou uma assembleia no dia 23 de abril com objetivo de informar os servidores do MinC sobre o movimento nacional e debater a mobilização no estado. Foi deliberado que uma próxima assembleia, marcada para segunda-feira, 5 de maio, vai discutir a greve por tempo indeterminado para a partir do dia 12 de maio. Conforme prevê a lei, um edital foi publicado no jornal Diário de São Paulo.

A pauta dos servidores da Cultura está em sintonia com as reivindicações da Campanha Salarial Unificada. O segmento, que tem uma evasão de 55% dos novos concursados devido aos baixos salários, pede um plano de recomposição salarial, a aplicação da retribuição por titulação e por um plano de racionalização dos cargos.

A greve pretende fechar museus e bibliotecas durante a Copa do Mundo com objetivo de denunciar e chamar atenção para o descaso por parte do governo federal com o patrimônio histórico e artístico brasileiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Notícias

Curtas Jornadas Noite Adentro

Vale a pena conferir o longa Curtas Jornadas Noite Adentro, de Thiago B. Mendonça, que estará disponível na plataforma on-line do Sesc até 25.02.2023.

Věra Chytilová e a Nouvelle Vague Tcheca – Parte 2

Os grandes acontecimentos políticos reverberam nas artes, influenciam e são influenciados pelos artistas. A Nouvelle Vague Tcheca é um exemplo. Foi um movimento de cinema diferente, radical e inseparável da Primavera de Praga, aquele “segundo soberbo”, na definição do escritor Milan Kundera.

Crítica: HOLY SPIDER (Aranha Sagrada)

Pré-selecionado ao Oscar, filme aborda caso real de serial killer que foi celebrado por matar mulheres no Irã. Conhecido como Spider Killer, o assassino acredita estar numa missão espiritual de limpar as ruas do pecado.