Falece Aziz Ab’Saber, grande crítico do Código Florestal

COMPARTILHE

Compartilhe emfacebook
Compartilhe emtwitter
Compartilhe emwhatsapp
Compartilhe emtelegram

Na última sexta-feira, 16/03, faleceu o grande intelectual brasileiro Aziz Ab’Saber, com 87 anos de idade. Após velório no Salão Nobre da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH-USP), o sepultamento foi realizado no sábado no Cemitério da Paz, na capital paulista.

Professor emérito da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (USP) e presidente de honra, presidente e conselheiro Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), Ab’Saber foi, além do reconhecido e premiadíssimo geógrafo, um homem preocupado com as desigualdades sociais, e com os mais humildes.

Na época da ditadura militar foi um defensor das liberdades democráticas. Foi ele quem apresentou o Brasil, e particularmente a região Norte, ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, durante as Caravanas da Cidadania.

“Nós do SINDSEF tivemos o prazer de levá-lo para uma palestra no IBAMA em 2005 ou 2006, não me recordo exatamente. Dos vários temas muito interessantes sobre os quais ele discorreu nesta palestra quero citar dois: a primeira surpresa foi quando ele disse que aquela era a primeira vez que punha os pés no IBAMA, que nunca havia sido convidado para nada por esta instituição, apesar de todo o conhecimento dele em diversas áreas que dizem respeito ao IBAMA; a outra coisa foi suas duras criticas ao Governo Lula, depois que Lula havia assumido a presidência nunca mais tiveram contato”, disse Luis A. Genova, diretor do sindicato.

Ao longo de extensa carreira, Aziz realizou centenas de pesquisas e tratados de relevância internacional nas áreas de ecologia, biologia evolutiva, fitogeografia, geologia, arqueologia e geografia. Até o dia anterior ao seu falecimento, ele desenvolveu trabalhos no Instituto de Estudos Avançados da USP e  chegou a visitar a sede da SBPC, em São Paulo, onde  entregou à sua obra consolidada, de 1946 a 2010, em um DVD. Nos últimos tempos, apesar de já com a saúde deblitada, Aziz Ab’Saber vinha combatendo a proposta do Código Florestal que vem sendo gestada entre o governo e os ruralistas.

“O professor Aziz mantinha uma lucidez impressionante e estava extremamente ativo, dedicando-se a causas da máxima importância para a humanidade. Nos tempos recentes, ele vinha lutando para que fossem ouvidas suas sérias críticas à proposta de reforma do Código Florestal, que, em sua visão, não leva em consideração o zoneamento físico e ecológico do Brasil. Sua morte foi uma perda irreparável”, disse Nader à Agência FAPESP.

Código da Biodiversidade

 

Ab’Saber era um importante crítico do projeto de reforma do Código Florestal brasileiro, em tramitação no Congresso Nacional. O cientista defendia a criação de um Código de Biodiversidade para contemplar a preservação das espécies animais e vegetais em todos os biomas brasileiros.

“Em face do gigantismo do território e da situação real em que se encontram os seus macrobiomas – Amazônia Brasileira, Brasil Tropical Atlântico, Cerrados do Brasil Central, Planalto das Araucárias e Pradarias Mistas do Brasil Subtropical – e de seus numerosos minibiomas, faixas de transição e relictos de ecossistemas, qualquer tentativa de mudança no Código Florestal tem que ser conduzida por pessoas competentes e bioeticamente sensíveis. Por muitas razões, se houvesse um movimento para aprimorar o atual Código Florestal, teria que envolver o sentido mais amplo de um Código de Biodiversidades, levando em conta o complexo mosaico vegetacional de nosso território”, afirmou Ab’Saber em artigo publicado na revista Biota Neotropica, do programa BIOTA-FAPESP.

“Enquanto o mundo inteiro trabalha para a diminuição radical de emissão de CO2, o projeto de reforma proposto na Câmara Federal de revisão do Código Florestal defende um processo que significará uma onda de desmatamento e emissões incontroláveis de gás carbônico, fato observado por muitos críticos em diversos trabalhos e entrevistas”, disse.

Assista o vídeo com a entrevista de Ab’Saber ao programa Roda Viva, em que o geógrafo fala sobre o aquecimento global e as principais discussões da ECO-92, cúpula que terá sequência esta ano, com a RIO+20: www.rodaviva.fapesp.br/materia/331.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Notícias

Cartão do Dia dos Aposentados

Feliz Dia dos Aposentados

O Sindsef-SP parabeniza os aposentados e as aposentadas pelo seu dia e reafirma seu compromisso na luta por paridade entre ativos, aposentados e pensionistas, pelo cumprimento do Estatuto do Idoso, contra os ataques à previdência e pela recomposição salarial.

Crítica: filme Noites de Paris

Nesta crítica, saiba sobre o filme Noites de Paris, que se passa em 1981. No ano de eleições, comemorações se espalham pelas ruas e há um ar de esperança e mudança.