GEAP | 05/07 – Sindsef-SP e Sinsprev convocam ato público em defesa da GEAP

COMPARTILHE

Compartilhe emfacebook
Compartilhe emtwitter
Compartilhe emwhatsapp
Compartilhe emtelegram

O Sindsef-SP e o Sinsprev convocam os servidores que utilizam a Geap – Auto Gestão em Saúde, para fortalecer o ato público denunciando os aumentos abusivos e a má administração do plano de saúde. A atividade será no dia 05 de julho, quarta-feira, às 10h, em frente ao prédio da Geap Saúde em São Paulo (Rua Pedro Américo, 68 – República).

O Geap Saúde é o maior plano de saúde que atende o funcionalismo. Ao todo possui cerca de um milhão de vidas, entre titulares e seus familiares. Este detalhe lhe confere uma arrecadação mensal significativa. No entanto, há anos, os servidores sofrem com aumentos abusivos e com a vertiginosa queda na qualidade dos serviços prestados.

Em 2017, o reajuste exorbitante, desta vez na casa dos 23%, está muito além da capacidade de pagamento dos servidores, que tiveram aumento de 5% nos últimos dois anos. Vale lembrar, que os novos valores oneram somente os trabalhadores, enquanto a parte do governo não sofreu alteração.

Além da mensalidade cara, os usuários ainda tem que pagar uma participação a cada procedimento utilizado. Esses aumentos representam uma política de exclusão afetando, principalmente, os mais idosos e aqueles com menor renda.

Relatos de problemas no atendimento são frequentes. Nos últimos meses, mesmo com mensalidades tão caras, centenas de procedimentos deixaram de ser oferecidos pela operadora.

 O Sindsef-SP está convocando, em conjunto com o Sinsprev, um ato público para denunciar os aumentos abusivos e a má administração da Geap.

Compareça!

Ato público em defesa da GEAP

05/07, quarta-feira, às 10h

Na porta da Geap/SP (Rua Pedro Américo, 68 – República

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Notícias

Cartão do Dia dos Aposentados

Feliz Dia dos Aposentados

O Sindsef-SP parabeniza os aposentados e as aposentadas pelo seu dia e reafirma seu compromisso na luta por paridade entre ativos, aposentados e pensionistas, pelo cumprimento do Estatuto do Idoso, contra os ataques à previdência e pela recomposição salarial.

Crítica: filme Noites de Paris

Nesta crítica, saiba sobre o filme Noites de Paris, que se passa em 1981. No ano de eleições, comemorações se espalham pelas ruas e há um ar de esperança e mudança.