GEAP: Juiz concede parecer favorável à ação do Sindsef-SP

COMPARTILHE

Compartilhe emfacebook
Compartilhe emtwitter
Compartilhe emwhatsapp
Compartilhe emtelegram

O Sindsef-SP recebeu parecer favorável no pedido de liminar de tutela antecipada inibindo o reajuste abusivo da GEAP, Fundação de Seguridade Social. A ação beneficia os servidores filiados ao sindicato que assinaram autorização específica para este fim, amplamente divulgada e distribuída na base.
A ação foi apreciada pelo Juiz Christopher Alexander Roisin, na 11ª Vara Cível do Foro Central de São Paulo, em 08 de abril. A partir do próximo vencimento a Geap deverá retornar aos valores cobrados até novembro de 2012.

Em alguns casos o reajuste praticado pela Fundação ultrapassou o índice de 400%, mas só penalizou os trabalhadores, uma vez que nenhum acréscimo foi repassado aos patrocinadores.

Vale lembrar que se a ação for julgada improcedente a GEAP poderá cobrar a diferença do valor pago a partir da concessão da liminar.

Dia Nacional de Luta
O Conselho Deliberativo de Entidades da Condsef aprovou a proposta do Sindsef-SP de realizar um Dia Nacional de Luta contra o desmonte da GEAP, em 03 de maio, com atos na frente das Superintendências. Na capital paulista a atividade será às 10h, na Rua Pedro Américo, 68, República.

No mesmo dia, às 14h, ocorre a assembleia dos aposentados e pensionistas na sede do sindicato (Rua Capitão Cavlacanti, nº 102, Vila Mariana). Sem dúvidas estes são os mais atingidos pela má administração dos recursos da GEAP. Após anos e anos pagando pelo plano de saúde, no momento em que mais precisam sofrem com a precariedade do atendimento e com os constantes descredenciamentos de hospitais e prestadores de serviços.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Notícias

Věra Chytilová e a Nouvelle Vague Tcheca – Parte 2

Os grandes acontecimentos políticos reverberam nas artes, influenciam e são influenciados pelos artistas. A Nouvelle Vague Tcheca é um exemplo. Foi um movimento de cinema diferente, radical e inseparável da Primavera de Praga, aquele “segundo soberbo”, na definição do escritor Milan Kundera.

Crítica: HOLY SPIDER (Aranha Sagrada)

Pré-selecionado ao Oscar, filme aborda caso real de serial killer que foi celebrado por matar mulheres no Irã. Conhecido como Spider Killer, o assassino acredita estar numa missão espiritual de limpar as ruas do pecado.