Nota de falecimento – Teresa Santos, presente!

COMPARTILHE

Compartilhe emfacebook
Compartilhe emtwitter
Compartilhe emwhatsapp
Compartilhe emtelegram

É com profundo pesar que informamos o falecimento de Teresa Santos. Estudiosa dos temas raciais e de gênero, contribuiu para os debates contra a opressão em Congressos e outros eventos do Sindsef-SP. Teresa foi sepultada no dia 20 de dezembro, no cemitério do Caju, no Rio de Janeiro.

Segundo informações da Clinica Cliger, onde vivia há cerca de três anos, ela morreu na madrugada do dia 19, dormindo e sem grande sofrimento. Teresa lutava já algum tempo contra um câncer de bexiga e insuficiência renal crônica.

Tereza Santo, nasceu no Rio de Janeiro em 7 de julho de 1930, antiga militante do Partido Comunista, teatróloga, atriz, professora, filosofa, carnavalesca e militante aguerrida das causas dos povos africanos e dos afro-brasileiros. Viveu por cinco anos no Continente Africano, contribuindo para a reconstrução cultural de Angola, Cabo Verde e Guiné Bissau.

A militante é autora, em conjunto o sociólogo Eduardo de Oliveira e Oliveira, da peça “E agora falamos nós”. Também escreveu diversos artigos sobre cultura e a mulher e foi assessora de Cultura Afro-Brasileira da Secretaria de Estado da Cultura do Estado de São Paulo 1986-2002.

O Sindsef-SP lamenta e se solidariza com o sofrimento dos parentes e amigos. 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Notícias

Věra Chytilová e a Nouvelle Vague Tcheca – Parte 2

Os grandes acontecimentos políticos reverberam nas artes, influenciam e são influenciados pelos artistas. A Nouvelle Vague Tcheca é um exemplo. Foi um movimento de cinema diferente, radical e inseparável da Primavera de Praga, aquele “segundo soberbo”, na definição do escritor Milan Kundera.

Crítica: HOLY SPIDER (Aranha Sagrada)

Pré-selecionado ao Oscar, filme aborda caso real de serial killer que foi celebrado por matar mulheres no Irã. Conhecido como Spider Killer, o assassino acredita estar numa missão espiritual de limpar as ruas do pecado.