Nova diretoria do Sindsef-SP toma posse e reafirma a unidade na luta pelos direitos dos trabalhadores

COMPARTILHE

Compartilhe emfacebook
Compartilhe emtwitter
Compartilhe emwhatsapp
Compartilhe emtelegram

Em meio a um clima de alegria, descontração e companheirismo a diretoria colegiada do Sindsef-SP (biênio 2013/2014) tomou posse oficialmente, no último dia 16 de março. A cerimônia foi marcada por um ato político que expressava o avanço da unidade na luta pelos direitos dos trabalhadores.

O evento iniciou com a apresentação do grupo de teatro Santa Víscera. A atriz Graciane Pires encenou o monólogo “Sempre aquela velha história…” sobre a opressão que a mulher sofre. A personagem navega por uma trajetória de submissão e dependência das imposições da sociedade machista até tomar consciência de sua situação.

A secretária de formação do sindicato, Joselice Rocha, falou em referência ao mês de março para lembrar as lutas das mulheres do mundo. “Só tem uma forma de superarmos a opressão sofrida no nosso cotidiano: organizando e lutando. É por isso que o Sindsef-SP está constantemente presente nos locais de trabalho, elegendo delegados de base, para que possamos superar todas as formas de machismo vividos pelas mulheres”, disse.

Compuseram a mesa de saudação da posse: o membro da Secretaria Executiva Nacional da CSP-Conlutas, Paulo Barela; o secretário geral da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Federal (Condsef), Josemilton Costa; a ex-secretária geral do Sindsef-SP, Beth Lima; a diretora do Sindsep-MG, Jussara Griffo; e o diretor do Sintsep-GO, Gilberto Gomes.

Também marcaram presença representantes do Sintrajud, Sinsprev-SP, Sindmetal-SJC e do PSTU. A ex-secretária de finanças, Claudine Gomes, enviou um vídeo saudando a nova diretoria.

Amanda Gurgel e Cleber Rabelo (vereadores do PSTU em Natal e Belém), além do Sintsep-CE e da Anasps, entre outras entidades, também encaminharam mensagens parabenizando a nova diretoria.

 

Unidade contra as reformas que retiram direitos dos trabalhadores


Foram unânimes as intervenções em defesa da unidade. Beth Lima fez um resgate da trajetória do Sindsef-SP, que surgiu em 1991 da necessidade de buscar unidade entre os diferentes setores (Ex-LBA, Ex-DNER e Sintrago) na luta por suas reivindicações. “Nunca perdemos de vista a necessidade de unir e de fortalecer nossas lutas”, lembrou a ex-diretora do sindicato.

Josemilton Costa falou da disposição para enfrentar a dureza deste governo autoritário e afirmou que a Condsef está ao lado da CSP-Conlutas nesta luta árdua, “estaremos juntos com aqueles que querem fazer a luta, estaremos juntos no dia 24 de abril em Brasília, ombreados com a CSP-Conlutas”, declarou.

Representando a Central, Paulo Barela destacou a importância da política de renovação da diretoria do Sindsef-SP. “Os novos talentos se aproximam para organizar o sindicato no combate à opressão, na busca por melhores salários e demais lutas”.

A CSP-Conlutas defende a campanha pela anulação da reforma da previdência comprada pelo governo Lula como principal tarefa deste período. “Só a luta unificada consegue dar resposta a necessidade da classe”, afirmou.

A categoria teve uma participação expressiva na posse da diretoria. A atividade foi encerrada com um coquetel e todos dançando ao som de boa música ao vivo.

 

 

 

Foto principal: Fábia Corrêa

 

[cincopa AQJAJI7SF012]

 

Fotos da galeria: Fábia Corrêa e Lara Tapety

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Notícias

Cartão do Dia dos Aposentados

Feliz Dia dos Aposentados

O Sindsef-SP parabeniza os aposentados e as aposentadas pelo seu dia e reafirma seu compromisso na luta por paridade entre ativos, aposentados e pensionistas, pelo cumprimento do Estatuto do Idoso, contra os ataques à previdência e pela recomposição salarial.

Crítica: filme Noites de Paris

Nesta crítica, saiba sobre o filme Noites de Paris, que se passa em 1981. No ano de eleições, comemorações se espalham pelas ruas e há um ar de esperança e mudança.