Pela soberania popular, nos preparemos para ir às ruas garantir o resultado das eleições!

COMPARTILHE

Compartilhe emfacebook
Compartilhe emtwitter
Compartilhe emwhatsapp
Compartilhe emtelegram

Os bloqueios e protestos promovidos por parcela (inclusive minoritária) de bolsonaristas devem ser – como já estão sendo – fortemente rechaçados. Esse desrespeito à vontade da maioria do povo brasileiro vem para reafirmar o caráter antidemocrático da extrema-direita e a necessidade urgente de nos organizarmos para combatê-la.

A extrema-direita foi derrotada nas urnas e precisa ser derrotada na luta. Temos que nos preparar e irmos às ruas, se necessário para resguardar o resultado da eleição! Temos que unir e apoiar a resistência espontânea dos setores populares e operários, que estão garantindo os desbloqueios de intento golpista.

Não podemos aceitar manifestações pela intervenção militar e violação ao Estado democrático de direito. As conquistas democráticas, obtidas por meio de muita luta e sacrifício de nosso povo, que acabou com a ditadura militar, estão em jogo, e ameaçadas.

Entendemos como necessário e urgente que as centrais sindicais, organizações da sociedade civil e os partidos comprometidos com a democracia, façam a exigência para que se coíba energicamente estes bloqueios de estrada. E que chamem nossa classe a se mobilizar e, se necessário, irmos às ruas para garantir a vontade da maioria, já que não se pode confiar nosso futuro às instituições dos poderosos.

Derrotar Bolsonaro e a ultradireita nas urnas foi uma vitória muito importante para os trabalhadores. Eles perderam a eleição mesmo com todo aparato que tinham no poder, com todos os gastos eleitoreiros e, inclusive, com a absurda interferência na Polícia Rodoviária Federal (PRF), tentando, na prática, dificultar a participação dos mais pobres nas eleições, conforme inúmeras denúncias, especialmente no Nordeste.

A escolha eleitoral da maioria do povo brasileiro já foi reconhecida pelas instituições e por governos mundo afora. Contudo, o presidente, em final de mandato, se nega a reconhecer que perdeu a eleição, alimentando o autoritarismo e a violência desta parcela minoritária de seus aliados mais raivosos. A verdade é simples: acabou, Bolsonaro!

Esperamos que haja uma profunda investigação do seu governo e que se punam rigorosamente os malfeitos.
Gaviões da Fiel desmonta bloqueio bolsonarista. Foto: Fábio Soares

Os trabalhadores e trabalhadoras precisam, cada vez mais, se manter mobilizados e unidos, discutindo a necessidade de organizarmos a nossa autodefesa, única garantia de intimidação aos arroubos autoritários de Bolsonaro e seus seguidores.

Os próximos anos não serão fáceis. O combate à miséria e à desigualdade social extrema de nosso país não serão revertidas com políticas de conciliação de classes, pregada por Lula/Alckmin. Serão necessárias políticas consequentes de distribuição da riqueza, tirando de verdade, dos mais ricos para combater a pobreza. Não há outra saída. Precisamos manter nossa independência de classe! Nenhuma ilusão de que os mais ricos resolverão os problemas dos trabalhadores!

Não acreditamos que estejam dadas as condições políticas para um golpe ou outra medida ilegal, mas, ainda assim, é necessário combater com todas as nossas forças qualquer ameaça autoritária, pois a História demonstra que essa gente continuará organizada e à espreita de qualquer oportunidade para rasgar a Constituição.

Teremos que lutar pela revogação integral das reformas Trabalhista e Previdenciária, contra a reforma administrativa, por recomposição salarial, por concursos públicos, planos de carreira, por investimento e valorização dos serviços públicos e tantas outras demandas da classe trabalhadora.

Temos muita luta pela frente e esta luta começa agora, hoje, contra as ameaças golpistas da extrema-direita, e se combina com a luta que teremos que travar, por melhores condições de vida à nossa classe!

Todos juntos! Rechaço aos bloqueios golpistas! Ditadura nunca mais! Bolsonaro nunca mais! Em defesa das liberdades democráticas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Notícias

Cartão do Dia dos Aposentados

Feliz Dia dos Aposentados

O Sindsef-SP parabeniza os aposentados e as aposentadas pelo seu dia e reafirma seu compromisso na luta por paridade entre ativos, aposentados e pensionistas, pelo cumprimento do Estatuto do Idoso, contra os ataques à previdência e pela recomposição salarial.

Crítica: filme Noites de Paris

Nesta crítica, saiba sobre o filme Noites de Paris, que se passa em 1981. No ano de eleições, comemorações se espalham pelas ruas e há um ar de esperança e mudança.