Se o Brasil cresceu, o trabalhador quer o seu!

COMPARTILHE

Compartilhe emfacebook
Compartilhe emtwitter
Compartilhe emwhatsapp
Compartilhe emtelegram


A jornada de lutas, que acontece entre os dias 17 e 26 de agosto, de iniciativa da CSP-Conlutas e entidades como a CNESF, COBAP, ANEL, Condsef, MTL, MTST, MST, UST, Intersindical, entre outras, busca mobilizar os trabalhadores de todo o país em torno a uma plataforma ampla de reivindicações.



Depois de sete meses, o governo Dilma não se cansa de alardear que o Brasil cresceu, mesmo com o agravamento da crise econômica mundial. O que eles não dizem é que esse crescimento tem servido às grandes empresas, aos bancos e aos empreiteiros.


Se o Brasil vem crescendo, o tra­balhador não entrou na divisão desse bolo. A política econômi­ca do governo não atende aos interesses dos trabalhadores. Portanto, vamos cobrar mu­danças! Vamos nos inspirar nos povos do norte da África e nos trabalhadores e trabalhadoras da Europa, que estão em luta.


De 17 a 26 de agosto, va­mos fazer paralisações, pro­testos, manifestações, greves, ocupações, debates; vamos unificar as campanhas salariais. Vamos cobrar do governo e dos patrões que nos dêem o que é nosso. No dia 24 de agosto, va­mos encher as ruas de Brasília com caravanas de cada canto desse país.


Em São Paulo no dia 19 de agosto, próxima sexta-feira, O Sindsef-SP e a CSP-Conlutas regional estarão participando de um ato público, em frente ao Teatro Municipal, a partir das 15 horas. Além disso, o Sindsef-SP irá enviar uma caravana a Brasília para participar da grande marcha do dia 24 de agosto.


 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Notícias

Cartão do Dia dos Aposentados

Feliz Dia dos Aposentados

O Sindsef-SP parabeniza os aposentados e as aposentadas pelo seu dia e reafirma seu compromisso na luta por paridade entre ativos, aposentados e pensionistas, pelo cumprimento do Estatuto do Idoso, contra os ataques à previdência e pela recomposição salarial.

Crítica: filme Noites de Paris

Nesta crítica, saiba sobre o filme Noites de Paris, que se passa em 1981. No ano de eleições, comemorações se espalham pelas ruas e há um ar de esperança e mudança.