Servidores do IPEN e da EMGEPRON realizam assembleias

COMPARTILHE

Compartilhe emfacebook
Compartilhe emtwitter
Compartilhe emwhatsapp
Compartilhe emtelegram

Cerca de 200 trabalhadores do IPEN e da EMGEPRON participaram de suas respectivas assembleias, pela manhã e à tarde da terça-feira, 15 de maio.

No IPEN, a assembleia teve como pauta informes, gratificação de qualificação (GQ), gratificação específica de produção de radioisótopos e radiofármacos (GEPR), campanha salarial e o indicativo de paralisação.

Durante os informes, começou uma discussão sobre o plano médico da categoria. Segundo servidora e diretora do Sindsef, Maria Inês, os colegas estão muito preocupados com a situação do plano. “A gente está passando por um período muito crítico, porque o PLAN-CNEN/IPEN está com uma dívida de dois milhões de reais e não tem como pagar”. Para solucionar o problema, haverá um aumento significativo, que contribui com a evasão, uma realidade crescente devido à crise do plano. Mesmo com a mudança na tabela de valores, o plano do órgão ainda é mais barato e oferece mais vantagens que os privados.

A GQ para servidores de nível intermediário, instituída na carreira da C&T há 4 anos, continua sem regulamentação. O Ministério do Planejamento adiou a solução do problema mais uma vez, em reunião realizada no dia 09 de maio, sob argumento de que não houve tempo hábil para discutir o tema internamente com os segmentos do governo.

Além das questões espefícas, os diretores da ASSIPEN e do SINTSEF falaram sobre o andamento da campanha salarial unificada e o Dia Nacional de Lutas com paralisação, 17 de maio. Os servidores aprovaram a realização da atividade.

Por volta das 13h os trabalhadores da EMGEPRON se reuniram em frente ao IPEN. Os participantes da assembleia discutiram e reafirmaram as reivindicações do acordo coletivo de trabalho da empresa e a representação do SINDSEF à frente destas. Uma nova assembleia foi marcada para o dia 25 de maio no mesmo local e horário. Na pauta consta, entre outras questões, a deliberação sobre defragação de movimento grevista e eleição de comissão para representar os trabalhadores.

No dia 17 de maio, como previsto, os servidores do IPEN cruzaram os braços. Houve um café-da-manhã em frente ao órgão para comemorar os 33 anos da ASSIPEN e fortalecer ainda mais mobilização da categoria.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Notícias

Věra Chytilová e a Nouvelle Vague Tcheca – Parte 2

Os grandes acontecimentos políticos reverberam nas artes, influenciam e são influenciados pelos artistas. A Nouvelle Vague Tcheca é um exemplo. Foi um movimento de cinema diferente, radical e inseparável da Primavera de Praga, aquele “segundo soberbo”, na definição do escritor Milan Kundera.

Crítica: HOLY SPIDER (Aranha Sagrada)

Pré-selecionado ao Oscar, filme aborda caso real de serial killer que foi celebrado por matar mulheres no Irã. Conhecido como Spider Killer, o assassino acredita estar numa missão espiritual de limpar as ruas do pecado.