Servidores pararam a Superintendência Regional do MTE/SP

COMPARTILHE

Compartilhe emfacebook
Compartilhe emtwitter
Compartilhe emwhatsapp
Compartilhe emtelegram

Os servidores da Superintendência Regional do Ministério do Trabalho e Emprego (SRT/SP-MTE) realizaram paralisação de 24 horas nesta quarta-feira, 11/07. A atividade faz parte de um conjunto de ações que visa fortalecer a greve nacional dos servidores públicos federais. No caso do MTE, estão previstas paralisações todas às quartas-feiras, enquanto durar o embate com o governo.

A frente da Superintendência, na Rua Martins Fontes, ficou repleta de trabalhadores passando orientações à população que chegava procurando os serviços do órgão. Nenhum setor funcionou. 

O movimento faz parte da Campanha Salarial Unificada dos Servidores Federais, que tem entre as principais reivindicações: reposição salarial de 22,08%; definição de data-base (1º de maio); política salarial permanente; paridade entre ativos, aposentados e pensionistas; cumprimento dos acordos firmados com o governo; contra qualquer reforma que retire direitos dos trabalhadores; e reajuste dos benefícios.

Greve

Em São Paulo, a greve segue forte no Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) desde o dia 02 de julho.  Os servidores se concentram diariamente na porta do órgão distribuindo carta à população, onde explicam os prejuízos que loteamento político do instituto traz ao setor.

Outra pauta importante, constante em todos os segmentos, é o fim do sucateamento do serviço público. O governo não dá as condições necessárias para os servidores prestarem um atendimento digno à população. 

Os trabalhadores pedem o apoio da sociedade às justas reivindicações da categoria que briga por melhores condições de trabalho e por um serviço público gratuito e de qualidade.

 

[cincopa AADAo5qPhXyC]

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Notícias

Cartão do Dia dos Aposentados

Feliz Dia dos Aposentados

O Sindsef-SP parabeniza os aposentados e as aposentadas pelo seu dia e reafirma seu compromisso na luta por paridade entre ativos, aposentados e pensionistas, pelo cumprimento do Estatuto do Idoso, contra os ataques à previdência e pela recomposição salarial.

Crítica: filme Noites de Paris

Nesta crítica, saiba sobre o filme Noites de Paris, que se passa em 1981. No ano de eleições, comemorações se espalham pelas ruas e há um ar de esperança e mudança.