Servidores Públicos Federais realizam ato em frente ao TRE/SP

COMPARTILHE

Compartilhe emfacebook
Compartilhe emtwitter
Compartilhe emwhatsapp
Compartilhe emtelegram

Categorias vão lavar a calçada em frente ao tribunal, simbolizando que não concordam com a liberação das candidaturas de políticos que tiveram as contas rejeitadas
Desde às 13h desta quinta-feira, 05 de julho, vários segmentos do funcionalismo público realizam uma manifestação em frente à sede do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), na rua Francisca Miquelina, 123.

Trata-se de um protesto contra a postura do governo Dilma Rousseff que tem se negado a negociar reposição salarial ao conjunto do funcionalismo. Algumas categorias já estão em greve, como os servidores do Judiciário Federal, docentes e técnicos universitários, estes paralisados há mais de 40 dias.

Outras categorias, como os Auditores Fiscais da Receita Federal, realizam operação padrão em todo o país. Funcionários do Ibama, Incra e do Itamaraty também definiram entrar em greve.

Além da pauta salarial, os servidores reivindicam melhores condições de trabalho e denunciam a precarização do serviço público.

Os servidores realizam a manifestação em frente ao TRE-SP também para protestar contra a liberação de candidaturas dos políticos que tiveram suas contas rejeitadas. Eles pretendem lavar a calçada em frente o tribunal, simbolizando que os trabalhadores do serviço público não concordam com a recente decisão do Tribunal Superior Eleitoral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Notícias

Věra Chytilová e a Nouvelle Vague Tcheca – Parte 2

Os grandes acontecimentos políticos reverberam nas artes, influenciam e são influenciados pelos artistas. A Nouvelle Vague Tcheca é um exemplo. Foi um movimento de cinema diferente, radical e inseparável da Primavera de Praga, aquele “segundo soberbo”, na definição do escritor Milan Kundera.

Crítica: HOLY SPIDER (Aranha Sagrada)

Pré-selecionado ao Oscar, filme aborda caso real de serial killer que foi celebrado por matar mulheres no Irã. Conhecido como Spider Killer, o assassino acredita estar numa missão espiritual de limpar as ruas do pecado.