Sindsef-SP apoia a ocupação Esperança!

COMPARTILHE

Compartilhe emfacebook
Compartilhe emtwitter
Compartilhe emwhatsapp
Compartilhe emtelegram

A ocupação Esperança, em Osasco, é organizada pelo Luta Popular, que compõe a CSP-Conlutas.

Os acampados estão em um terreno muito precário, sem água, luz e esgoto. Há mais de 1.100 famílias sem teto no local e esse número cresce a cada dia. 

O terreno é alvo de especulação imobiliária e há um mega projeto para o local: um heliporto gigante para atender à elite paulista, que tem a maior frota de aeronaves particulares do mundo.

Nos primeiros 4 dias de ocupação houve 3 tentativas de despejo pela Polícia Militar, pela Guarda Civil Municipal e pela Polícia Florestal.

O Sindsef-SP compreende a importância da luta por moradia digna, por isso, está realizando um apoio solidário aos acampados.

 

FAÇA SUA DOAÇÃO!

Quem puder fazer doação em dinheiro, poderá depositar na conta da CSP Conlutas (Central Sindical e Popular Conlutas | Banco do Brasil – Agência 4223-4 | Conta Corrente: 8908-7) e avisar o valor do depósito.

Os que preferirem doar objetos, verificar a lista abaixo das necessidades do movimento.

– Alimentos não perecíveis
– Lonas
– Madeiramento – ripas, caibros, tábuas e tapumes
– Material de higiene – papel higiênico, sacos de lixo, sabão em pó, sabonete, detergente, pano de prato, fraldas, guardanapos e creme dental.
– Brinquedos
– Sementes para horta
– Lanternas, lamparinas e lâmpadas
– Fio elétrico
– Gerador
– Fogão
– Panelas
– Galões de água potável
– Roupas e cobertores

 

Fotos: Sérgio Koei

 

Clique e confira os materiais da nossa Campanha de Solidariedade:
– Cartaz
– Boletim

 

Artigos relacionados ao tema:

– Ocupação Esperança: “Quando morar é privilégio, ocupar é um direito”. Por Lara Tapety

– Ocupação Esperança: A Reforma Urbana e a Cidade que Queremos não cabem no “Minha Casa, Minha Vida”. Por Helena Silvestre

– Todo apoio à Ocupação Esperança em Osasco; envie moção 

– Ocupação reúne 1,5 mil famílias e pede desapropriação de área em Osasco

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Notícias

Věra Chytilová e a Nouvelle Vague Tcheca – Parte 2

Os grandes acontecimentos políticos reverberam nas artes, influenciam e são influenciados pelos artistas. A Nouvelle Vague Tcheca é um exemplo. Foi um movimento de cinema diferente, radical e inseparável da Primavera de Praga, aquele “segundo soberbo”, na definição do escritor Milan Kundera.

Crítica: HOLY SPIDER (Aranha Sagrada)

Pré-selecionado ao Oscar, filme aborda caso real de serial killer que foi celebrado por matar mulheres no Irã. Conhecido como Spider Killer, o assassino acredita estar numa missão espiritual de limpar as ruas do pecado.