Sindsef-SP realizou assembleias em Pirassununga

COMPARTILHE

Compartilhe emfacebook
Compartilhe emtwitter
Compartilhe emwhatsapp
Compartilhe emtelegram

[cincopa A4AA_G7hlyfs]

Na última sexta-feira, 15/02, o Sindsef-SP realizou assembleias com os servidores do ICMBio/CEPTA e do Ministério da Defesa, na cidade Pirassununga, para dar continuidade as reuniões que visam fortalecer a Campanha Salarial 2013 e eleger delegados de base. Também esteve na pauta: palestra sobre combate ao machismo, informes jurídicos e assuntos específicos.
As assembleias contaram com a participação das diretoras da Secretaria de Aposentados, Bernadete Serafim e Deolinda Fernandes e da Secretaria de Formação, Joselice Rocha. Além de Erika Andreassy, representando o ILAESE e o advogado do Sindsef-SP, César Lignelli.

Joselice Rocha iniciou a reunião, no ICMBio, falando sobre a importância de se fazer um diagnóstico sobre a situação dos servidores públicos e, também, apresentou uma proposta de curso com o tema: Estado, Governo, Serviço e Servidor Público. O objetivo destas iniciativas é impulsionar uma campanha de valorização do servidor público.

Em seguida a dirigente falou sobre a Campanha Salarial 2013 e os desafios que estão colocados para avançar nos diversos pontos que se quer foram debatidos pelo governo na campanha passada. A reforma da previdência, o direito de greve do servidor público e o Acordo Coletivo Especial (ACE) também fizeram parte do debate.

Terceirizações – O aumento das terceirizações dos serviços nas autarquias federais também esteve presente na discussão.  No ICMBio/Cepta, o número de terceirizados supera os de servidores. “São 54 terceirizados para 51 servidores públicos”, disse um participante.
Cientes da gravidade da situação, o Sindsef defende um debate aprofundado sobre o tema, onde o principal o objetivo é exigir a realização de concursos públicos e, ao mesmo tempo, organizar os terceirizados.

GEAP – A servidora Vera Ellen foi reeleita como delegada de base. Ela cobrou que o Sindsef-SP denuncie ao Ministério Público os problemas relacionados a GEAP.
Segundo Dr. César Lignelli, tal denuncia já foi feita através da ação cível pública contra o reajuste abusivo da GEAP. Mas até o momento o MP não se manifestou. O advogado, ainda, orientou ao servidor que quiser entrar com liminar para inibir o reajuste entre em contato com o jurídico do sindicato.

GQ – A discussão da Gratificação de Qualificação está intimamente ligada à questão da aposentadoria. Isto porque, muitos servidores estão em abono de permanência, aguardado a regulamentação da GQ. Há uma morosidade por parte do governo Dilma em resolver isso. Sua proposta  é estender a gratificação aos aposentados com a condição de que tenham a recebido por três anos, dando direito a levar 50%; e para levar os 100%, o trabalhador terá que somar cinco anos recebendo a GQ antes de se aposentar.

Assembleia dos servidores do Ministério da Defesa
Os presentes puderam assistir a uma apresentação de fotos com as principais lutas dos SPFs nos anos de 2011 e 2012. Depois, ouviram os informes jurídicos sobre ação do FGTS, 13,17% e outros. Em seguida, o advogado ficou a disposição para sanar dúvidas dos participantes.

A assembleia elegeu Deolinda Fernandes, para representá-los na plenária setorial da Condsef, em Brasília, marcada para o dia 18/02.  Na ocasião, também, foi eleito o servidor aposentado, José Silva, como delegado de base.

Assim como na parte da manhã foi dado informes sobre Campanha Salarial 2013, valorização do servidor público, reforma da previdência, o direito de greve do servidor público e o Acordo Coletivo Especial (ACE).

Combate a opressão
A luta contra a opressão da mulher foi apresentada pela representante do Ilaese, Érika Andreassy, que falou sobre o dia 08 de março, quando se homenageia o Dia Internacional da Mulher.  Érika apontou as adversidades do cotidiano das mulheres, que sofrem com desigualdade salarial, analfabetismo, pobreza e violência.

Era possível ver os acenos de cabeça, quando diferentes exemplos de violência eram relatados. Érika encerrou sua explanação falando da necessidade urgente de se criar uma sociedade livre da violência e do machismo, onde não haja exploradores e explorados. Ou seja, uma sociedade socialista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Notícias

Věra Chytilová e a Nouvelle Vague Tcheca – Parte 2

Os grandes acontecimentos políticos reverberam nas artes, influenciam e são influenciados pelos artistas. A Nouvelle Vague Tcheca é um exemplo. Foi um movimento de cinema diferente, radical e inseparável da Primavera de Praga, aquele “segundo soberbo”, na definição do escritor Milan Kundera.

Crítica: HOLY SPIDER (Aranha Sagrada)

Pré-selecionado ao Oscar, filme aborda caso real de serial killer que foi celebrado por matar mulheres no Irã. Conhecido como Spider Killer, o assassino acredita estar numa missão espiritual de limpar as ruas do pecado.