Vetos no Código Florestal são insuficientes para barrar novos desmatamentos

COMPARTILHE

Compartilhe emfacebook
Compartilhe emtwitter
Compartilhe emwhatsapp
Compartilhe emtelegram

 

O Diário Oficial da União publicou na edição desta segunda-feira (28) os vetos da presidenta Dilma Rousseff à lei que dispõe sobre o novo Código Florestal Brasileiro. Na última sexta-feira (25), a presidente vetou 12 itens e fez 32 alterações em trechos do texto aprovado pelo Congresso.

Entretanto, o retrocesso em termos de preservação ambiental foi mantido. Ainda existe uma série de mudanças que reduzem a proteção ambiental e anistiam aqueles que derrubaram florestas ilegalmente.

Entre elas, a que libera os produtores rurais donos de imóveis de até 4 módulos fiscais de recomporem as áreas de Reserva Legal devastadas até julho de 2008. Isso faz com que dez anos de desmatamentos em reserva legal sejam perdoados. A decisão de Dilma de não vetar o texto integralmente foi comemorada por representantes do setor agropecuário.

“O que a gente queria era o veto total. E o veto total não vai ser feito nessa lei, vão ser feitas reformas, o que é absolutamente insuficiente”, disse o coordenador de campanhas do Greenpeace, Márcio Astrini.

Com informações da Agência Brasil

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Notícias

Cartão do Dia dos Aposentados

Feliz Dia dos Aposentados

O Sindsef-SP parabeniza os aposentados e as aposentadas pelo seu dia e reafirma seu compromisso na luta por paridade entre ativos, aposentados e pensionistas, pelo cumprimento do Estatuto do Idoso, contra os ataques à previdência e pela recomposição salarial.

Crítica: filme Noites de Paris

Nesta crítica, saiba sobre o filme Noites de Paris, que se passa em 1981. No ano de eleições, comemorações se espalham pelas ruas e há um ar de esperança e mudança.